Facetas

A especialidade de dentística restauradora, também conhecida como odontologia Estética é usada para clarear, aumentar, diminuir e corrigir de pequenas à grandes imperfeições, além de disfarçar tudo que pode prejudicar a beleza e harmonia de um sorriso.

 

O que é Faceta?

Facetas dentária é uma prótese fina (feita de resina composta ou porcelana) que, quando colada na frente do dente com cimento resinoso, proporciona uma aparência natural e atraente.

Feita sob medida para se encaixar em apenas um dente ou em toda a arcada dentaria do paciente, a faceta é uma opção de tratamento menos invasiva que as coroas ou aparelhos ortodônticos e pode ser usada como indicação em diversos casos, como:

  • Fechar espaços e aproximar dentes que estão separados um do outro
  • Melhorar a aparência dos dentes quebrados, lascados ou danificados
  • Harmonizar o tamanho dos dentes;
  • Alterar a cor dos dentes manchados ou escurecidos por diversos fatores
  • Realçar o brilho dos dentes
  • Corrigir dentes tortos e desalinhados
  • Reforçar o sorriso

 

Para a aplicação, normalmente, é preciso remover cerca de meio milímetro da superfície do dente, procedimento que o dentista faz antes de colar as facetas na superfície frontal de cada dente com cimento resinoso.

A faceta dental pode ser feita diretamente no dente paciente com resina composta ou quando, quando de porcelana, ser feita no laboratório e, posteriormente colocada no dente do paciente.

O valor da confecção e da aplicação das facetas depende muito do material escolhido para o tratamento e da quantidade de dentes que vai receber as facetas, pois cada pessoa possui problemas e características distintas.

 

Facetas de Porcelana

A faceta de porcelana é uma capinha feita de cerâmica, usada em tratamentos odontológicos. Confeccionadas sob medida para o dente de cada paciente, elas são aplicados na superfície do dente, para corrigir imperfeições na aparência (como forma, tamanho e cor) e funcionalidades dos dentes.

Na hora de escolher o material para melhorar a aparência do dente, é preciso levar em consideração fatores como: durabilidade, resistência, estabilidade e brilho. É bem verdade que a porcelana é um material frágil, mas, quando colada firmemente no dente, se torna muito forte e durável que as facetas de resina.

Vantagens das facetas de porcelana
  • Maior durabilidade
  • Não se desgastam facilmente
  • São mais fáceis de serem higienizadas
  • Resistente a manchas, forças mecânicas e mastigação
  • Maior estabilidade de cor, brilho e transluzidez

 

Facetas laminadas de porcelana possuem espessura de até meio milímetro, tão finas que não comprometem a estrutura dentária, apresentando resultados excelentes e uma estética perfeita.

 

Qual a diferença entre faceta laminada e a lente de contato?

Tanto as facetas laminadas quanto as lentes de contato são indicadas para melhorar a aparência e corrigir imperfeições dentárias que prejudicam a saúde bucal e harmonia do sorriso. Como forma de tratamento menos invasiva, as duas opções são coladas na superfície frontal de cada dente.

O que realmente diferencia uma da outra é a espessura e o tanto de desgaste que o dente vai precisar para receber a faceta ou a lente de contato dental.

As facetas laminadas são capinhas com 7 mm de espessura e exige um pouco mais de desgaste do dente para ser colada na face frontal. Normalmente são mais indicadas para paciente que tem dentes com múltiplas restaurações ou que a cor esteja muito escurecida.

Já a lente de contato dental são capas ainda mais finas, com cerca de 0,2 a 0,4mm de espessura, sendo ainda menos invasiva, ou seja, com necessidade de pouco ou nenhum desgaste do dente. Normalmente são mais indicadas para branquear os dentes ou corrigir a estética.

Vale ressaltar que a escolha entre facetas laminadas ou lentes de contato depende de múltiplos fatores, entre eles, a necessidade individual de cada paciente. Somente o dentista, após avaliação pode determinar o procedimento mais adequado para cada um.

 

CONCLUSÃO

A faceta dental, além de melhorar a estética do sorriso, também ajuda a minimizar o desgaste do dente e acumula menos placa bacteriana, provocada pela má higienização bucal e escovação incorreta dos dentes.

A odontologia estética tem sido cada vez mais procurada nos consultórios odontológicos, por ser muito mais rápida e eficiente que outros tratamentos dentais, como o clareamento para dentes escurecidos ou manchados e aparelhos ortodônticos para dentes desalinhados.

Facetas:

As principais indicações para realização dos tratamentos estéticos compreendem alterações na face vestibular (parte de fora) dos dentes anteriores, manchas por fluorose, escurecimento dos dentes, má formação, mau posicionamento no arco, diastemas, restaurações amplas, perda de estrutura coronária por cárie ou traumatismo, tratamento das lesões de erosão, abrasão e atrição.

A faceta pode ser executada diretamente na boca do paciente com resina composta ou ser de porcelana realizada no laboratório e, posteriormente colocada no dente do paciente. A Faceta proporciona um resultado estético bonito e aspecto bucal saudável para o paciente sem amarelar com o tempo.

Fechamento de Diastemas:

Diastema são espaços existentes entre os dentes que podem comprometer a estética e harmonia de um sorriso. Geralmente acometem os dentes anteriores superiores causando uma desarmonia na estética facial. A solução para esse problema é resolvido com a área da odontologia estética. O fechamento desses espaços pode ser feito com tratamento ortodôntico, o uso de resinas ou com facetas de porcelana.

Sensibilidade:

Um problema que incomoda bastante os pacientes é a questão da sensibilidade dentinária na região do colo dos dentes. Já é possível minimizar esse sintoma e até mesmo eliminá-lo dependendo do caso.

A sensibilidade pode estar relacionada a diversos fatores: retração gengival (a gengiva se retrai e expõe parte da raiz do dente, que geralmente é sensível), desgaste dentário (escovação incorreta, hábitos de roer unhas, ossos, canetas, apertamento de dentes ou bruxismo), lesões de erosão ácida (causada por dieta ácida, frutas cítricas, refrigerantes, vinhos; e até problemas estomacais como refluxo gastro-esofágico), defeitos de formação de tecidos dentários (dentinogênese e amelogênese imperfeitas), etc.

A cárie também pode dar sensibilidade. O dentista deve ser consultado para diagnosticar e tratar este problema.

Faça seu agendamento aqui: