Odontologia Preventiva

Odontologia preventiva

Os cuidados com a higiene bucal devem começar desde os primeiros anos de idade, para que a criança comece a entender desde cedo a importância de cuidar bem dos dentes e ter uma boca saudável. Além disso, também é importante começar, desde pequeno, a ter consultas frequentes com o dentista para procedimentos com a odontologia preventiva.

Essas consultas regulares, que são indicadas para todas as idades, faz parte da odontologia preventiva, que ajuda as pessoas a manterem a boca e os dentes sempre saudáveis, prevenindo doenças.

A maioria das más oclusões (dentes tortos e desalinhados) é resultado do crescimento e desenvolvimento anormal das estruturas dentárias e craniofaciais do paciente e podem causar:

  • mastigação debilitada;
  • estética facial desagradável;
  • disfunção da atm (articulação temporo-mandibular);
  • suscetibilidade à enfermidade temporo-mandibular;
  • suscetibilidade à enfermidade periodontal;
  • Suscetibilidade à cárie;
  • Dicção e fala alterada devido à má posição dos dentes.

 

O Dentista exerce papel fundamental na prevenção de vários tipos de doenças e problemas bucais, e faz esse trabalho através de exames, orientações quanto à melhor forma de cuidar da sua saúde bucal, explicando como fazer escovação corretamente e solicitando acompanhamentos periódicos.

Mas, o paciente também precisa fazer a sua parte, cuidando bem dos dentes e realizando consultas periódicas, para prevenir doenças como cárie, doença periodontal ( como a gengivite) e até mesmo o câncer bucal.

Odontologia Preventiva: Mantenha-se atento à boca do seu filho

É importante que os pais fiquem atentos e observem se os dentes de leite permanecem na boca por mais tempo do que deveriam. Quando isto acontece, os dentes permanentes são impedidos de nascer no seus devidos lugares e vão se acomodando nos espaços laterais, o que pode provocar más oclusões.

A má oclusão é qualquer desvio do padrão normal, como os dentes da mandíbula que se ajustam aos dentes da maxilar. Quando a criança ainda está em fase de crescimento, o uso de aparelhos ortodônticos preventivos pode ajudar a colocar os dentes em uma posição mais favorável, proporcionando ao paciente uma melhor estética e saúde bucal.

Porém, a necessidade e o período mais adequado para a colocação destes aparelhos devem ser avaliados e orientados pelo odontopediatra, profissional habilitado a acompanhar todo o desenvolvimento da oclusão das crianças, desde os dentes de leite que nascem e caem até os permanentes que aparecem na boca.

 

Atenção aos cuidados bucais

Dentes saudáveis não são importantes apenas para ter uma boa aparência, a saúde bucal, com dentes e gengivas fortes, é importante para que falar bem e mastigar os alimentos corretamente. Ou seja, uma boca saudável é essencial para o bem estar geral de qualquer pessoa.

Cuidados preventivos ajudam a evitar problemas dentários graves e é a maneira mais econômica, menos dolorida e preocupante de cuidar da saúde da bucal. Por isso, fique atento aos cuidados diários que todo mundo deve ter para diminuir, significativamente, o risco de problemas graves.

São medidas muito simples, mas que devem ser adotadas diariamente, como:

  • Escovar bem os dentes e usar o fio dental
  • Enxaguar a boca antes de iniciar a escovação. Um bochecho com água ajuda a eliminar os resíduos dos alimentos que ficaram entre os dentes, facilitando a escovação.
  • Escovar os dentes de maneira eficiente: sempre de cima para baixo, no sentido contrário ao da gengiva.
  • Fazer a limpeza da língua com higienizadores específicos, essencial para evitar o mau hálito.
  • Procurar a escova certa. Prefira as ultramacias com, no mínimo, cinco mil cerdas e as de cabo liso, pois os cabos emborrachados acumulam sujeira e facilitam a proliferação de bactérias.
  • Usar produtos de higiene bucal que contenham flúor, inclusive pasta de dente
  • Usar enxagüante bucal com flúor, caso seja de recomendação do dentista
  • Garantir que uma criança, abaixo de 12 anos, tome água potável fluoretada ou suplemento de flúor, se habitar em regiões onde não haja flúor na água.
  • Consultar periodicamente o dentista

 

A saúde bucal é tão importante quanto a saúde do corpo em geral, e também deve ser levada a sério.

Faça seu agendamento aqui: